Corridas

Maria Lino
8 NOV - 6 DEZ 2018


Organizado por Pedro Januário e Diogo Pinto

Texto de Pedro Januário

Design de Marta Gaspar


Corridas

(desenho)

num primeiro momento: 

Desenhar e Estar a trabalhar.

Algures aparece uma linha que pode representar uma cabeça de cavalo a aproximar-se. 

enquanto uma linha/cavalo/comboio despedaça o verde, o campo.



1962? A memória JM : do outro "lado" repôs-se a resposta.

Houve sorte à mistura. Lucky Seven. O escorpião verde vem do "lado" esquerdo.

Uma mancha. O resto só se dá depois, antes nada. Onde o veio se tornou verde era só sombra sobre o vermelho, um recorte.



1972? ML durante as Corridas de cavalos desenha os espectadores junto à pista no verso das folhas verdes dos formulários das apostas.

Aposta de três; dia; data; grupo; símbolo do dia; valor de entrada; número inicial, antes e depois; peça  vendida.

1908? KM, grande festa sobre o verde ou Lucky 8.

Latitude H - 8 - H.

Harmonia - oito - Harmonia.  

Caminhar pela erva ou estender-se sobre a erva ... (ME).  



segundo momento:



Desenhar e Estar.

Grande plano da imobilidade em esforço, ansiedade de vencer

fisicamente

1978? ML focar as mãos, as ancas, os joelhos, os cotovelos ...



Os sentidos fixam o ponto (ponto/Real/sobra luminosa) ou nada.

Estar em Coma, impressão de uma cauda que se agita e que nos redirige, morto-vivo ou talvez escultura-arquitectónica

Um eco de um movimento que vem do lado de lá.

A Emoção diz-se contrafeita. Talvez:

Fingir ser, Fingir-se, reproduzir, imitar, dissimular, falsificar, mas sempre desconjuntando - fazendo contra o que está articulado.

Arquitectura de Pintor.

Arquitectónica da pintura. Como se poderá sentir a realidade apenas por um ponto?

Os olhos são muitos, as palavras demasiadas, os ouvidos são dois... etc e etc.

Imitando esquadrinhando, Sentimos todo o movimento à nossa volta pelo faro.

A Eclosão do ponto. Abóbada.

No centro do Crânio todo o espaço apartado. Vazio.








Ascensor - Associação Goela

R. dos Baldaques 47, 1900-211 Lisboa

+351 21 595 0093
associacao.goela@gmail.com

Quartas, quintas e sextas-feiras das 17h às 20h

http://associacaogoela.blogspot.com/
https://www.instagram.com/associacaogoela/


Ascensor

O Ascensor é um projecto expositivo da Associação Goela, organizado por Diogo Pinto e Daniel Antunes Pinheiro. Surge da vontade de preencher não só uma sala vazia na cave da sede mas também de um vazio cultural presente na atual paisagem institucional lisboeta. Situando-se precisamente no final do poço do elevador do edíficio que a sobrepõe, é uma programação colaborativa focada num repensar das altitudes hierárquicas da atenção e celebração pública, procurando no contraste cronológico uma certa atemporalidade que demonstre a maleabilidade da, por vezes, desatenção histórica. 
Associação Goela

A Goela é uma associação cultural fundada em Outubro de 2013 em Santa Apolónia. Tem como principal motivação apoiar os diversos artistas que nela residem, fomentando multiplicidades do trabalho artístico e coletivo.
Tem desenvolvido algumas parcerias com outras instituições com foco nas áreas do desenho, da escultura, da fotografia e da arte sonora.